Desembargador Júlio César Knoll é empossado juiz substituto do TRE-SC

0
23

O presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina (TRE-SC), desembargador Fernando Carioni, deu posse nesta quarta-feira (6) ao desembargador Júlio César Knoll, do Tribunal de Justiça do Estado (TJSC), no cargo de juiz substituto da Corte Eleitoral. O novo integrante foi eleito pelo colegiado do TJ-SC para ocupar a vaga aberta com o término do biênio do desembargador Carlos Alberto Civinski.

A cerimônia foi realizada no Gabinete da Presidência do TRE-SC e a leitura do termo de posse foi feita pelo diretor-geral, Samir Claudino Beber. Em seguida, o des. Knoll prestou o compromisso de posse e falou sobre a expectativa diante do novo posto. “Sempre tive o desejo de trabalhar no Tribunal Regional Eleitoral. Tenham certeza de que vou trabalhar e fazer jus ao que é a honra do Tribunal”, declarou.

O magistrado foi empossado para o biênio 2021/2023. Antes, porém, já atuou como juiz eleitoral em diversas ocasiões: na 27ª Zona Eleitoral (ZE) de São Francisco do Sul (11/1993 a 10/1995), 20ª ZE de Laguna (10/1995 a 10/1996), 92ª ZE de Criciúma (06/1998 a 06/1999), 33ª ZE de Tubarão (02/2001 a 01/2002), 99ª ZE de Tubarão (12/2004 a 12/2006), e novamente na 33ª ZE de Tubarão (2004 a 2006 e em 2011).

Ainda em Tubarão, também atuou como juiz eleitoral substituto por duas vezes: na 99ª ZE (2009) e na 33ª ZE (2009 e 2011).

Perfil

O desembargador Júlio César Knoll compõe o Tribunal de Justiça desde abril de 2011, ocasião em que foi designado juiz de Direito de 2º Grau. No mesmo ano, foi promovido ao cargo de desembargador substituto, tendo atuado na 4ª Câmara de Direito Público do TJSC.

Nascido na cidade de Rio do Sul, Knoll se formou em Direito pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), em 1980. Ingressou na magistratura catarinense em 1987, como juiz substituto, atuando na Comarca de Florianópolis. Em junho de 1989 foi promovido a juiz de Direito de 1ª entrância, atuando na Comarca de São Domingos.

Nos anos seguintes foi promovido por várias vezes: juiz de 2ª entrância/Comarca de Ibirama (1990), juiz de 3ª entrância/Comarca de São Francisco do Sul e de Laguna (1991), e juiz de 4ª entrância/Comarca de Criciúma (1996). De dezembro de 1999 a abril de 2011 foi juiz de Direito na Comarca de Tubarão.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui