Suplente Marlon Andrade toma posse na vaga do vereador Toninho Uller

0
321

Durante a 37ª sessão ordinária, realizada na segunda-feira (2), às 19 horas, o suplente de vereador Marlon Andrade (Patriota) tomou posse na Câmara Municipal de Navegantes no lugar do vereador Antônio Carlos Uller (Patriota), o Toninho Uller. O titular se licenciou da cadeira de vereador pelo período de 30 dias e retornará ao cargo no Poder Legislativo Municipal no mês de setembro.

O empreendedor Marlon Andrade, 27 anos, disputou sua primeira eleição nas Eleições 2020 pelo partido Patriota, alcançando 300 votos e conquistando a primeira suplência em sua coligação. Segundo ele, a expectativa pela primeira experiência na Câmara Municipal de Navegantes era muito grande.

“Esta é minha primeira participação como vereador. Quero aprender bastante e cumprir meu objetivo falado na campanha: focar nas oportunidades para os jovens e tentar buscar soluções para a saúde, um problema de todos e que afeta todo o país. Avalio que conseguiremos construir pontes e, com união, buscar essas soluções. Não adianta querer fazer sozinho, nunca dará certo. Acredito que esse período de um mês na Casa será um grande passo na busca desses objetivos”, disse, após a sessão ordinária.

Vereadores aprovaram um projeto de lei

Durante a 37ª sessão ordinária os vereadores deliberaram pela aprovação de um projeto de lei, de autoria da Mesa Diretora do Poder Legislativo Municipal, seis indicações, sete requerimentos e uma moção de congratulação do vereador Jassanan Ramos (MDB) ao ex-deputado federal João Matos (MDB), pela autoria da Lei Nacional da Adoção (Lei Federal nº 12.010/2009).

Outros três projetos de lei deram entrada na Casa para deliberação nas próximas sessões legislativas. As indicações, requerimentos, moções e demais matérias legislativas apresentadas pelos parlamentares estão disponíveis para consulta no site da Câmara Municipal de Navegantes.

O Projeto de Lei Ordinária nº 39/2021, da Mesa Diretora do Poder Legislativo Municipal dispõe sobre a anulação parcial de dotações orçamentárias para efeito de suplementação no orçamento do exercício de 2021. Conforme a proposta, deliberada em discussão e votação única, o presidente da Casa fica autorizado a anular parcialmente dotação orçamentária até o valor de R$ 300 mil para suplementar outra fonte de recursos, com a finalidade de permitir a manutenção e o funcionamento da Casa por meio da aquisição de equipamentos de informática, sonorização, entre outros.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui