Deputado Naatz defende continuidade do Porto de Itajaí sob gestão municipal

0
28

O deputado estadual Ivan Naatz, líder da bancada do PL na Alesc, repercutiu em plenário, reunião que manteve nesta terça-feira (4) com o Superintendente do Porto de Itajaí Fábio da Veiga e diretoria. O parlamentar hipotecou apoio à mobilização pública que vem sendo feita pela Superintendência no sentido de manter a concessão pública e a autoridade portuária sob o controle da municipalidade, como já vem acontecendo nos últimos 25 anos.
Naatz recebeu a informação de que a concessão do governo federal, que tem a jurisdição sobre os portos nacionais, encerra no final do ano que vem e o objetivo das lideranças de Itajaí é a prorrogação do convênio de concessão por mais 25 anos, retirando o porto dos projetos de desestatização do atual governo. Para o deputado, o modelo municipal vem dando certo pela eficiência, competitividade, sustentabilidade e contribuição com mais de 60 % da economia municipal, gerando ainda uma movimentação anual de arrecadação de impostos ao redor de R$ 16 milhões e 900 milhões de reais.

Moção – Além disso, o parlamentar destacou que há plano de expansão da atual estrutura principal do porto ampliando de 180 mil para 308 mil metros quadrados, além da continuidade de melhorias viárias no seu entorno. Ivan Naatz apresentou ainda Moção de Apelo e de providências que será votada e encaminhada à direção do Fórum Parlamentar Catarinense, em Brasília, no sentido de que discutam a necessidade de renovação do convênio de concessão junto a Secretaria Nacional de Portos, evitando que o Porto de Itajaí seja incluindo no programa nacional de desestatização de portos como pretende o governo federal.

“Quando a gestão pública é eficiente e traz resultados para a sociedade local e regional, precisa ser mantida”, defendeu o deputado que também pretende promover reunião virtual para debater a concessão junto a Comissão de Transporte e Desenvolvimento Urbano da Alesc nas próximas semanas. Atualmente, o Porto de Itajaí se mantém como o segundo maior movimentador de contêineres do Brasil e é responsável por 5% da balança comercial brasileira, além de exportar 25% de toda proteína branca (avícola) do mundo.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here