Quais são os problemas que podem surgir na vida de uma criança?

0
13

Ao contrário do que muitos acreditam, as crianças têm problemas e sofrem por eles. Criança, quando está enfrentando um problema consegue demonstrar, através das suas atitudes, que algo não vai bem, pois as crianças costumam agir no seu dia a dia com muita espontaneidade e naturalidade. Dificilmente não apresenta mudança comportamental quando está com problema. A diferença de uma para outra é a forma de expressar essa mudança, que pode variar de acordo com a idade e com o problema que está enfrentando.

São muitos os problemas que uma criança pode vivenciar, o mais importante, em qualquer que seja o caso, é transmitir à criança interesse e preocupação que se tem em relação ao que ela está conseguindo demonstrar. Mesmo que não saiba como resolver, a criança nesta situação precisa se sentir notada e devidamente acolhida, para que se sinta segura para falar sobre o assunto, para pedir ajuda, enfim, conseguir se expressar com mais clareza.

Os adultos muitas vezes banalizam os problemas que as crianças enfrentam porque acreditam se tratar algo considerado apenas como uma fase passageira, ou que é apenas uma manha, ou ainda, acreditam que não seja um problema, por se tratar de algo aparentemente fácil de se resolver (sob a perspectiva do adulto), ou simplesmente ignoram as mudanças comportamentais que sinalizam o problema da criança por achar que sabe o que ela precisa baseados em suas próprias experiencias e não conseguem se colocar no lugar da criança a fim de entender suas necessidades.

Na verdade, muitos seriam os exemplos para citar a caracterizar como possíveis problemas para as crianças, mas, considerando o momento de muitas inconstâncias e vulnerabilidades que o mundo todo está passando todos os exemplos que forem citados podem ser considerados como consequências do que estamos, de fato, vivenciando mundialmente e que têm afetado a todos os setores e todas as idades.

Perante essa ressalva, a principal atenção ao assunto deve estar centrada muito mais na situação-problema do que na sua possível causa. Sendo assim, pode-se afirmar que os problemas mais comuns que as crianças costumam enfrentar estão relacionados ao núcleo familiar e escolar e, nestes contextos, os problemas mais comuns que podem surgir, são:

– nascimento do irmãozinho (ciúmes)

– sentimento de solidão

– separação dos pais

– mudança de escola, casa, cidade ou país

– medos variados

– abusos psicológicos ou físicos

– violência

– falta de acompanhamento dos pais ou responsáveis

– timidez excessiva

– ansiedade

– dificuldade de aprendizagem

– dificuldade de relacionamento

– dificuldade para se expressar e comunicar

– dificuldade para expressar sentimentos

– perda de algum familiar ou amigo próximo

– medo de se separar ou se afastar dos pais

– brigas recorrentes

– não saber se defender

– dormir sozinho

– conflitos com amigos da escola ou vizinhança

– ausência de um dos pais

– dificuldade de aceitar limites

– enurese e encoprese

– bullying

– baixo rendimento e desempenho escolar

– alteração do sono e apetite

– não aceitar perder

– stress

– excesso de atividades

Para concluir, é importante lembrar que as crianças não nascem com manual de instruções e que sempre existirão falhas, mesmo que os pais façam de tudo para não falharem. Muitos são os pais que acabam se sentindo culpados por não conseguir solucionar os problemas ou dificuldades que as crianças enfrentam. Por isso, não tenha medo de pedir ajuda, pois, através do processo de psicoterapia infantil, os pais recebem o mesmo acolhimento dado à criança e devem participar de alguns atendimentos e receber orientação relativa à terapia para que possam participar de modo mais efetivo durante psicoterapia da criança.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here