Homenagem

0
1226

Por Célio Furtado

Ano novo iniciando, chuvas fortes, um verão escaldante e um certo otimismo diante das possibilidades de vacinas que possam salvar a Humanidade dessa terrível ameaça que foi a tônica do ano passado. Há um sentimento de alívio por chegarmos até aqui saudáveis e lúcidos, com a mente repleta de planos, de possibilidades de realizações múltiplas.

Agradeço, inicialmente, ao empresário Claudio Buethner, pelo generoso espaço, semanal, no seu tradicional jornal “O TEMPO”, uma honra e um privilégio particular, ao poder expressar minhas ideias a um qualificado grupo de leitores. Escrever é bom, um belo exercício de expressão, de obediência às regras gramaticais e ortográficas, às normas linguísticas vigentes, uma viagem prazerosa na nossa bela língua portuguesa.

Há sempre, de fato, uma intenção de dizer coisas belas, justas e verdadeiras, pois sempre devemos nos sujeitar aos interesses do bem comum. Sempre que posso, gosto de percorrer os caminhos da análise de conjuntura, repassar ao público a minha “leitura do mundo”, sempre incompleta, uma visão parcial, uma tentativa de descrição do “aqui e agora”, pois somos todos, humanos, prisioneiras de uma racionalidade limitada.

O intelectual tem algo de Sísifo, aquele personagem da mitologia grega que foi condenado a empurrar uma pedra redonda até o alto de um morro; quando está quase conseguindo, a pedra escorrega e volta ao início, lá embaixo, assim eu vejo a labuta humana. Aproveito esse generoso espaço para manifestar a minha alegria e o meu contentamento o troféu recebido de “Comentarista do Ano”, uma relevante homenagem recebida da TV 24Horas, dos comunicadores Sandro Garcia e Selmar Garcia, uma dupla de sucesso.

De fato, tenho feito os meus comentários diários, de 3 minutos, onde exponho aspectos da vida cotidiana, local e nacional, dentro de um clima de total liberdade de expressão, atendo-me, naturalmente, ao peso das responsabilidades do que é dito. Essa comunicação diária exige um empenho em pesquisar, planejar temas que estejam inseridos no contexto.

O período abordado foi muito rico em temas relevantes, tais como as eleições norte americanas, as eleições municipais no Brasil, a corrida pelas vacinas mais eficazes, e muitas coisas que nos chamam à atenção, no cotidiano, pois sabemos que a vida é uma caixa de surpresas permanentes. O retorno do público tem sido muito bom, generoso, devendo muito, naturalmente, ao prestigio de Selmar Garcia e Sando Garcia, uma dupla notável de pai e filho, que trazem na veia, o talento explícito de grandes comunicadores. Atribuo a premiação, também, ao conjunto da obra, ou seja minha inserção na comunidade regional, através dos programas semanais na Rádio Conceição, no jornal “O TEMPO”, no Regata News e algumas outras comunicações bem sucedidas na imprensa local.

Recebo com muita humildade e senso de responsabilidade a homenagem de “Comentarista do Ano”, um título cobiçado, haja vista, nesse segmento, tantas personalidades respeitadas e mais experientes.

Tudo isso se constitui em um forte estímulo permanente para prosseguir estudando, pesquisando, disseminando informação, em busca de um aperfeiçoamento contínuo. Prosseguir no polimento da pedra bruta. Muito obrigado.

Célio Furtado é ex-professor da Universidade do Vale do Itajaí, comunicador e consultor de empresas.
E-mail: celio.furtado@univali.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui